14 jun

Sobre a conferência da Microsoft na E3 2016 (ou O futuro dos consoles segundo a Microsoft parte II)

Continuando minhas análises das conferências da E3, vamos para a da Microsoft.

Teve alguns jogos interessantes, como o We Happy Few (qualquer coisa com uma vibe Admirável Mundo Novo me atrai, é um dos meus livros favoritos) e o Scalebound (mistura de Devil May Cry com Monster Hunter? E cheio da tontice Platinum de ser? Gostei), assim como eu tenho que comentar que uma das grandes novidades da Xbox Live, os Clubs, são basicamente as comunidades do orkut (lê-se ôr-cú-tchí, para quem não lembra), mas o principal assunto da conferência foi a continuação da unificação toda do Windows 10 com o Xbox, com a iniciativa Play Anywhere. E é o assunto que eu quero comentar agora.

Leia mais

10 dez

Sobre a expertise técnica necessária para jogar games no PC

O tema de hoje é, digamos, clichê. Imagino que todo gamer dedicado de PC já esteja de saco cheio de ouvir gamers de console ficarem papagaiando sobre isto. Mas é que aconteceu novamente comigo e senti que precisava dar a minha mijadinha intelectual no assunto, só pra deixar a minha opinião.

Estou falando de quando você compra um jogo para PC e ele não roda porque motivos.

Leia mais