24 abr

Sobre o anúncio dos specs do Xbox Scorpio

Então, para dar uma variada e falar de um assunto não-Nintendo, queria comentar um pouco sobre o outro console que chega ao mercado ainda em 2017: o Xbox Scorpio.

A Microsoft revelou, recentemente, as especificações técnicas, ou specs, do novo console. Como já falei outras vezes, não sou entendo lhufas de hardware, então 99% de tudo que foi revelado não fez o menor sentido pra mim. Imagina, eu achava que teraflops era uma palavra inventada pra ser uma piada e que não tinha nenhum significado objetivo, tipo pneumoultramicroscopicossilicovulcanoconiótico, mas parece que ela significa alguma coisa de verdade. Não sei o quê, mas significa.

De qualquer maneira, no meio da minha confusão toda, uma coisa ficou clara pra mim: a Microsoft sabe pra quem ela quer vender o Scorpio, e a maneira como ela anunciou os specs dele foi, na minha opinião, muito inteligente.

Esta é a transcrição do vídeo de mesmo nome que está no meu canal do YouTube. Vão lá conhecer!

Leia mais

14 jun

Sobre a conferência da Microsoft na E3 2016 (ou O futuro dos consoles segundo a Microsoft parte II)

Continuando minhas análises das conferências da E3, vamos para a da Microsoft.

Teve alguns jogos interessantes, como o We Happy Few (qualquer coisa com uma vibe Admirável Mundo Novo me atrai, é um dos meus livros favoritos) e o Scalebound (mistura de Devil May Cry com Monster Hunter? E cheio da tontice Platinum de ser? Gostei), assim como eu tenho que comentar que uma das grandes novidades da Xbox Live, os Clubs, são basicamente as comunidades do orkut (lê-se ôr-cú-tchí, para quem não lembra), mas o principal assunto da conferência foi a continuação da unificação toda do Windows 10 com o Xbox, com a iniciativa Play Anywhere. E é o assunto que eu quero comentar agora.

Leia mais

04 mar

Sobre o futuro dos consoles, de acordo com a Microsoft

No final do mês passado, fevereiro de 2016, a Microsoft organizou o Xbox Spring Showcase, um evento para a imprensa discutindo o futuro do Xbox One. Foram mostrados alguns jogos, como Quantum Break, Below e Dark Souls 3, mas a grande notícia, pelo menos na minha opinião, foi a visão de futuro que Phil Spencer, chefe da divisão de games da Microsoft, tem para o console:

Aproximar o modelo de updates de hardware do Xbox One ao de PCs e smartphones, deixando uma infraestrutura de software cuidar da retrocompatibilidade.

É uma idéia bem interessante, e acho que pode dar certo. Mas, para mim, existe um pequeno detalhe que vai fazer toda a diferença, e é disso que quero falar hoje.

Leia mais

15 jun

Sobre a conferência da Microsoft na E3 2015 (do ponto de vista de um fã da Nintendo)

Começou a E3 2015! Hype traaaaaaaaain!

Não que realmente faça alguma diferença, mas como estou me propondo a ter todo tipo de conteúdo neste meu blog, quero deixar algumas observações sobre a conferência da Microsoft. Pretendo fazer o mesmo com a da Sony e o Digital Event da Nintendo depois. Não vou fazer das demais conferências (Bethesda, EA, Ubisoft, Square Enix e etc) mais por uma questão de tempo, e não por desmerecer elas. Tendo dito isto, se algum anúncio muito bom acontecer nelas, tipo a Square Enix anunciar The World Ends With You 2 (por favor, por favor, por favor, pode até ser pra iPad, mas por favor, por favor, por favor, Square Enix), e eu quiser escrever sobre, o farei.

Leia mais